Este número da civilistica.com comemora a classificação da revista no estrato A2 no Qualis da Capes, refletindo o fortalecimento de um projeto conduzido pelo respeito à pluralidade, pelo estímulo ao diálogo e pelo contínuo intercâmbio entre pesquisadores de instituições nacionais e estrangeiras. Com essa filosofia, abrimos o n. 9 com o editorial da Profª. Maria Celina Bodin de Moraes sobre o direito dos avós à visitação dos netos e suas possíveis limitações em prol do menor. Na doutrina nacional, trazemos ao leitor conteúdo de variadas temáticas, passando pelo direito do consumidor, com trabalho sobre a manipulação de dados pessoais nas relações de consumo e o sistema creditscore, de Silvano Ghisi e Mariana Cristina Cereser Pezzella, pelos direitos reais, com artigo sobre alienação fiduciária em garantia de bens imóveis, de Aline de Miranda Valverde Terra e Gisela Sampaio da Cruz Guedes, pelo biodireito, com um estudo sobre os direitos da personalidade de pacientes terminais, de Sergio Rodrigo Martinez e Skarleth Zaluski Belo, e pela teoria geral do direito civil, com uma análise sobre as recentes alterações legislativas no Brasil relativamente à proteção da pessoa com deficiência, de Joyceane Bezerra de Menezes, e com um estudo de Eduardo Nunes de Souza sobre aspectos controversos das situações jurídicas subjetivas. Por fim, trazemos ainda o artigo de Guilherme Raimundo da Silva e Rafael Lazzarotto Simioni abordando o transversal tema da legitimidade da decisão jurídica. Na doutrina contemporânea estrangeira, honra-nos a contribuição dos pesquisadores portugueses Nuno Manuel Pinto Oliveira (sobre as fontes do direito) e Isa Filipa António de Souza (sobre o direito à coadoção homoparental). Temos ainda a alegria de dividir com os leitores os estudos da doutrina convidada: da Inglaterra, o Prof. Ori J. Herstein, com o artigo A legal right to do legal wrong; e, da Espanha, o Prof. Tomás Prieto Álvarez, com o artigo La intervención del Estado en la libertad individual: liberalismo, paternalismo, bien común. Na seção Clássicos, nossa homenagem neste número a Giovanni Pico, Conde de Mirandola, cuja figura estampa o logotipo da civilistica.com, por ter sido o criador da Oratio de Hominis Dignitate, da qual aqui trazemos um excerto em italiano para os leitores. Trazemos, ainda, texto seminal de Clóvis Beviláqua sobre a Constituição e o Código Civil. Na seção pareceres, apresentamos mais uma aula de direito obrigacional do eterno professor de todos nós, Caio Mário da Silva Pereira. Analisando a jurisprudência, Paula Moura Francesconi de Lemos Pereira trata da proteção do recém-nascido em caso envolvendo a aplicação da teoria da perda de uma chance e o uso das células-tronco do cordão umbilical, julgado pelo STJ no Recurso Especial 1291247/RJ. Selecionamos para resenhar neste primeiro número de 2015 a obra Do Erro à Culpa na Responsabilidade Civil do Médico: estudo na perspectiva civil-constitucional (ed. Renovar, 2015), de Eduardo Nunes de Souza. Na seção Vídeos Selecionados, apresentamos um debate entre os filósofos Noam Chomsky e Michel Foucault sobre a questão da natureza humana e a palestra de Andrew Solomon na qual o escritor aborda os estudos que resultaram no livro, igualmente recomendado, Longe da Árvore: pais, filhos e a busca de identidade (Companhia das Letras, 2013), em que o pesquisador reconhece e examina a existência de dois tipos de identidade: a identidade vertical e a identidade horizontal. Também indicamos, de certa forma na contramão da palestra de Solomon, em que se defende o respeito entre pais e filhos, o documentário A Morte Inventada, sobre o desconcertante tema da alienação parental e os dramas dela advindos, trazendo um trailer desse importante trabalho do diretor Alan Minas. Finalmente, indicamos dois links, considerando a recente entrada em vigor de um novo Código Civil e Comercial na Argentina e o projeto World Justice – Rule of Law 2015. Boa leitura!

The current issue of civilistica.com celebrates its new label by Capes’s Qualis as an A2 Law Review, which reflects the growth of a project steered by respect towards plurality, stimulus to dialogue, and continuous interchange between researchers of both national and foreign institutions. With this philosophy, we start our ninth issue with Prof. Maria Celina Bodin de Moraes’s editorial on the right of grandparents to visit their grandchildren and its possible limitations in favour of the minor. In national doctrine, we offer the reader contents of varied thematic, passing by consumer protection, with Ghisi and Pezzalla’s work on the treatment of consumers’ personal data and the system of Crediscore, by property law, with Terra and Guedes’s article on fiduciary alienation of immovable property as security, by biolaw, with Martinez and Belo’s study on personality rights in terminal patients, by the general theory of civil law, with Menezes’s analysis on the recent modifications in Brazil’s law protecting people with disabilities, and by Souza’s paper on controversial aspects of subjective legal situations. Lastly, we present Silva and Simioni’s article, which broaches the transversal theme of legitimacy of legal decision. In contemporary foreign doctrine, we are honoured by the contribution of Nuno Manuel Pinto Oliveira (on the sources of law) and Isa Filipa António de Souza (on the right to homoparental co-adoption), both Portuguese researchers. We have also the joy of sharing with the readers the studies of some invited doctrine: from England, Professor Ori J. Herstein’s article A legal right to do legal wrong; and, from Spain, Professor Tomás Prieto Álvarez’s article La intervención del Estado en la libertad individual: liberalismo, paternalismo, bien común. In the Classics section, we pay tribute to Giovanni Pico della Mirandola, whose portrait became civilistica’s logo, as he was the creator of Oratio de Hominis Dignitate, of which we bring an excerpt in Italian for our readers. Furthermore, we also bring Clóvis Beviláqua’s pioneer text on Constitution and the Civil Code. In the Legal Opinion section, we present once again a contract law lecture given by our eternal professor, Caio Mário da Silva Pereira. While analysing jurisprudence, Paula Moura Francesconi de Lemos Pereira deals with newborn protection on a case which involves the loss of chance and the use of umbilical cord stem cells, judged by the Brazilian Superior Court STJ (Recurso Especial 1291247/RJ). In this first 2015 edition, we have selected to review Do Erro à Culpa na Responsabilidade Civil do Médico: estudo na perspectiva civil-constitucional (published by Renovar Ed., 2015), by Eduardo Nunes de Souza. In our selected videos section we present a debate between the philosophers Noam Chomsky and Michel Foucault concerning human nature, and the Andrew Solomon lecture in which he broaches the studies that resulted in his book, also recommended, Far From the Three: Parents, Children, and the Search for Identity (published in Brazil by Companhia das Letras, 2013), in which the researcher recognizes and examines the existence of two types of identity: vertical identity and horizontal identity. We also recommend, in a certain way opposing to Solomon’s lecture – in which he defends the respect between parents and children – the documentary A Morte Inventada, concerning the baffling thematic of parental alienation and its resulting tragedies, and a trailer of this important work from director Alan Minas. Lastly, we also recommend two web links, considering that recently new Civil and Commercial codes have taken legal effect in Argentina and the World Justice – Rule of Law 2015 project. Enjoy your reading!

Licença Creative Commons Esta publicação está licenciada com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.


© 2012 || Civilistica.com || webdesign by pedro gentil