O presente trabalho tem por objetivo demonstrar as transformações ocorridas no direito de família brasileiro, nestes 30 anos da Constituição e os respectivos efeitos às relações jurídicas existenciais. Sem dúvida, o princípio da dignidade da pessoa humana como princípio estruturante do ordenamento jurídico ladeado pelos outros princípios constitucionais e a utilização da metodologia do direito civil constitucional foram os grandes balizadores, na consolidação deste paradigma que renovou e continua renovando o direito de família.

Enviar para um amigo
Enviar para um amigo
| |   Enviar   | |

Licença Creative Commons Esta publicação está licenciada com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.


© 2012 || Civilistica.com || webdesign by pedro gentil