Não existe consenso quanto ao conceito de profissional liberal. O termo, consagrado pelo uso, costuma designar o trabalhador livre para tomar decisões quanto ao exercício de sua profissão, embora o adjetivo liberal não decorra etimologicamente dessa liberdade característica, e sim das raízes romanas da expressão. Trata-se de designação atribuída ao longo dos séculos a determinadas profissões cujo único atributo verdadeiramente comum repousava em sua natureza intelectual – por oposição aos ofícios de lavor físico, historicamente considerados menos nobres. Com efeito, tem-se admitido a qualificação “liberal” até mesmo para o profissional subordinado a vínculo contratual trabalhista, a indicar que a nota essencial da “liberalidade” não reside na ausência de subordinação, mas sim no conhecimento acadêmico ou universitário necessário à sua prática.

Tagged with:  
Enviar para um amigo
Enviar para um amigo
| |   Enviar   | |

Licença Creative Commons Esta publicação está licenciada com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.


© 2012 || Civilistica.com || webdesign by pedro gentil